domingo, 07 de junho de 202007/6/2020
coronavirus
CRAS
CAMPANHA DE CONSCIENTIZAÇÃO E ENFRENTAMENTO À VIOLÊNCIA DOMÉSTICA
QUEM AMA NÃO AGRIDE PELO CONTRÁRIO, CUIDA E PROTEGE.
Beatriz Molina São Sebastião da Grama - SP
Postada em 22/05/2020 ás 11h52
CAMPANHA DE CONSCIENTIZAÇÃO E ENFRENTAMENTO À VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

   Para algumas famílias, o ISOLAMENTO SOCIAL está sendo ainda mais difícil.


   Muitas vítimas da violência doméstica, como crianças, mulheres, idosos e pessoas com deficiência, têm convivido 24 horas com seus agressores, dificultando a denúncia.


   Em parceria com o Ministério da Cidadania, o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) lançou a Campanha de Conscientização e Enfrentamento à Violência Doméstica.
Denuncie – Disque 100


   O Disque 100 funciona diariamente, 24 horas por dia, incluindo sábados, domingos e feriados.


   As ligações podem ser feitas de todo o Brasil por meio de discagem gratuita, de qualquer terminal telefônico fixo ou móvel (celular), bastando discar 100.


   O serviço pode ser considerado como “pronto socorro” dos direitos humanos pois atende também graves situações de violações que acabaram de ocorrer ou que ainda estão em curso, acionando os órgãos competentes, possibilitando o flagrante.


   O Disque 100 recebe, analisa e encaminha denúncias de violações de direitos humanos relacionadas aos seguintes grupos e/ou temas:


• Crianças e adolescentes
• Pessoas idosas
• Pessoas com deficiência
• Pessoas em restrição de liberdade
• População LGBT
• População em situação de rua
• Discriminação ética ou racial
• Tráfico de pessoas
• Trabalho escravo
• Terra e conflitos agrários
• Moradia e conflitos urbanos
• Violência contra ciganos, quilombolas, indígenas e outras comunidades tradicionais
• Violência policial (inclusive das forças de segurança pública no âmbito da intervenção federal no estado do Rio de Janeiro)
• Violência contra comunicadores e jornalistas
• Violência contra migrantes e refugiados


O que você precisa informar para registrar uma denúncia pelo Disque 100?
• Quem sofre a violência? (vítima)
• Qual tipo violência? (violência física, psicológica, maus tratos, abandono, etc.)
• Quem pratica a violência? (suspeito)
• Como chegar ou localizar a vítima/suspeito
• Endereço (estado, município, zona, rua, quadra, bairro, número da casa e ao menos um ponto de referência)
• Há quanto tempo ocorreu ou ocorre a violência? (frequência)
• Qual o horário?
• Em qual local?
• Como a violência é praticada?
• Qual a situação atual da vítima?
• Algum órgão foi acionado?


Quem pode utilizar este serviço?
Qualquer pessoa pode fazer uma denúncia.


O Disque 100 recebe denúncias anônimas?
Sim. O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos recebe denúncias anônimas e fornece número de protocolo para que o denunciante possa acompanhar seu andamento.


O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos só recebe denúncias por telefone?
Não! Você tem três opções para registrar sua denúncia: Disque 100, aplicativo Proteja Brasil e Ouvidoria Online.


Disque 100: O usuário disca para o número 100, passa pelo atendimento eletrônico e, após selecionar a opção desejada, é encaminhado ao atendimento humano. O atendente registra a denúncia e fornece o número do protocolo.


Aplicativo Proteja Brasil: O usuário vai à loja de aplicativos do seu celular e faz o download, gratuitamente, do aplicativo Proteja Brasil, disponível para iOs e Android. Rapidinho, respondendo um formulário simples, o usuário registra a denúncia, a qual será recebida pela mesma central de atendimento do Disque 100. Se quiser acompanhar a denúncia, basta ligar para o Disque 100 e fornecer dados da denúncia.


Ouvidoria Online: O usuário preenche o formulário disponível em http://www.humanizaredes.gov.br/ouvidoria-online/ e registra a denúncia, a qual também será recebida pela mesma central de atendimento do Disque 100. Se quiser acompanhar a denúncia, basta ligar para o Disque 100 e fornecer dados da denúncia.


O que acontece após o registro da denúncia?
A denúncia será analisada e encaminhada aos órgãos de proteção, defesa e responsabilização em direitos humanos, respeitando as competências de cada órgão.


Ajude a compartilhar informações e evitar a violência doméstica.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô:

Praça das Aguas, 100 - São Sebastião da Grama – São Paulo - CEP 13790-000 - Fone: (19) 3646-9700 - CNPJ 45.741.527/0001-05

© Copyright 2020 :: Todos os direitos reservados